Luto, tristezas e uma certa paz - 16

Venho brincando com barcos. Pego uma foto disponível na internet e corto, recorto, altero cores, formas, aumento, diminuo. Eles me levam. Acho que é isso. Os mitos falam dos barcos que atravessam para lá. Não sei. Gosto deles. Hoje fiz um barco para a Maria. Dois meses. Hoje, 04 de janeiro.

5 comentários:

Eurico disse...

Força, amigo.
Que teu barco deslize em águas serenas...

sonia regina disse...

Linda homenagem,esse barquinho está cheio de saudades,mas voltará cheio de paz e amor,pois só deixa saudades quem foi amor.


Abraço

Paula Barros disse...

O barco para Maria é o mais bonito de todos os barcos que você tem brincado. E não poderia ser diferente, não é mesmo?
Este brincar lhe ajuda a travessia dos dias, a travessia do seu momento.

Paula Barros disse...

Só uma sugestão. Pensei em ver este barco para Maria embaixo da foto de família e ele ficar por uns tempos. Talvez no lugar de 2 meses, algo como, eternamente amor.

Achei ele muito lindo, os detalhes, as cores, o sentimento.

uma boa semana.

EDER RIBEIRO disse...

Querido Dauri, acredita, esse barco voltará e vc vai senti-lo, e Maria estará nele, sabe pq? Maria navega no mesmo rio que o seu, o Rio do amor. Abçs.