Luto, tristezas e uma certa paz - 8

O que me envolve em banho morno e aconchegante de ternura é lembrar as tantas lutas em que nos colocamos juntos, lado a lado, no enfrentamento do que precisava ser enfrentado; é pensar nos caminhos de poesia que trilhamos sem nos darmos conta que era caminho de poesia; é procurar sentir novamente os regatos que corriam em nossas vidas nos quais encharcávamos nossas almas de alegria e simplicidade.

3 comentários:

Paula Barros disse...

O simples enchendo a vida de poesia. A vida nos ofertando poesia. Mas muitas vezes não percebemos, não sentimos.

Lindo, muito terno e lindo.

Dauri Batisti disse...

Obrigado Paula,

por me acompanhar aqui nesses pequenos registros.

EDER RIBEIRO disse...

São essas lembranças que te levará adiante, pois nela há um imenso amor contido. Abçs.